© 2017 Todos os direitos reservados. edjastos.com.br

Varizes mostram problemas de circulação

Cansaço nas pernas, dores, inchaço, vermelhidão, sensação de formigamento e queimação são sinais que antecedem o surgimento de vasinhos vermelhos ou azuis nas pernas. Além do estorvo estético, o aparecimento deles mostra que a saúde do sistema circulatório necessita de atenção. Estes sinais podem indicar insuficiência venosa, ou seja, varizes dos membros inferiores. Este tipo de disfunção vascular nas pernas indica que deve dar um pouco mais de atenção aos sintomas sob o risco de complicações que, em casos extremos, podem danificar veias que carreia sangue com toxinas ao coração e aos pulmões.

 

 

Diferencie  a disfunção


As varizes são dilatações de veias superficiais que acometem mais as pernas e alteram o fluxo e direção da corrente sanguínea. Quando nenhuma providencia para é tomada, elas podem provocar úlceras e até trombose (entupimento das veias). Já os vasinhos são pequenas vênulas dilatadas vermelhas que aparecem nas pernas e outras regiões do corpo. Geralmente, o problema é hereditário e atinge mais mulheres do que homens.

 

 

No entanto, causas como obesidade, sedentarismo, permanecer muito tempo em pé ou sentado, fazer força excessiva, e até mesmo o uso de roupas justas que dificultam a circulação potencializam e agravam a situação. O sangue que passa pelas artérias tem a função de alimentar as nossas células, os músculos e outros órgãos do corpo. No entanto, as veias fazem o caminho inverso, trazendo o sangue com impurezas até o coração e pulmões, onde ele é novamente oxigenado. O aparecimento de problemas venosos indica que o sangue começa a se estagnar nas pernas. Por isso é tão importante cuidar da saúde delas e evitar disfunções nas veias.

 

Atenção, os problemas arteriais podem provocar, por exemplo, entupimento de um vaso que irriga o cérebro e a pessoa sofrer um derrame ou um acidente vascular cerebral (AVC). Se houver uma obstrução da artéria que irriga o coração, a pessoa pode sofrer um infarto.

Os principais motivos de risco pelo estreitamento das artérias envolvem estresse, o tabagismo, triglicérides alto, hipertensão, diabetes e consumo excessivo de álcool.

 

Como prevenir 


Antes de sabermos como prevenir vamos lembrar como atua o sistema circulatório. Temos um órgão único, chamado coração, que bombeia o sangue para o corpo através das artérias. Este sangue que chega aos membros é apoiado pela gravidade. Mas o sangue que vai, tem que retornar! Neste momento entra em ação, no caso das pernas, a musculatura do gastrocnêmico (panturrilha), que quando movimenta faz uma contração vigorosa e auxilia o sangue venoso a retornar ao coração. Por isto nós, terapeutas ortoveins, apelidamos esta região de coração das pernas. Quando ficamos sentados, a maior causa de edemas é a imobilização demorada que não estimula a musculatura da panturrilha, e o sangue continua chegando impulsionado pelo coração, mas tem extrema dificuldade de retornar pela falta de movimento, causando o edemas.

 

Existem outros fatores agravantes para baixo retorno sanguíneo que são: obesidade, varizes, roupas apertadas, calor intenso, alterações hormonais nas mulheres, alguns medicamentos como anti-inflamatórios ou medicamentos para hipertensão, uso de álcool e artrose de articulações.

O mais indicado para prevenir o surgimento e o agravamento das varizes é prestar atenção nos sinais que motivam o seu surgimento. Mesmo que a genética seja fator preponderante, alguns cuidados auxiliam a retardar e até mesmo evitar o surgimento delas.

 

Começar com a prática de atividades físicas leves e que não exijam do corpo esforços extenuantes, uso de meias elásticas. Outra ação preventiva é manter o peso sob controle. As terapias estéticas e terapêuticas também podem auxiliar na melhora do quadro circulatório.

 

Na Ortoveins os alunos aprendem a melhorar a circulação sanguínea a curto, médio e longo prazo, prevenindo o aparecimento das varizes e suas possíveis complicações como trombose e embolias.

 

Para você que ainda não conhece o  ortoveins. Ele é um método não invasivo, sem uso de agulhas e indolor que clareia até 70% dos vasinhos na primeira sessão.

 

 

  

 

Compartilhar no Facebook
Please reload