© 2017 Todos os direitos reservados. edjastos.com.br

Leite Vilão ou Mocinho?

30.09.2017

 

 

Leite faz bem ou mal para a saúde?

 

Muitos de nós vivemos acreditando que o leite é um ótimo alimento para crianças e bebês e que é imprescindível para o crescimento saudável. Mas existem várias visões discordantes.

Afinal quais os benefícios e malefícios do leite? Para entender um pouco mais desta polêmica, vou postar os argumentos de ambos os lados para você ponderar e avaliar e tirar as suas conclusões.

 

O início de tudo

 

É Importante lembrar como o leite entrou na alimentação humana. Há mais de 8 mil anos que consumimos leite, no início só bebes  cujas mães não podiam amamentar faziam uso do leite. Crianças e adultos não bebiam leite porque não fazia bem, pois a maior parte das pessoas ainda não tinham desenvolvido as enzimas necessárias para digerir.

O consumo do leite por adultos foi um processo lento ,que se deu com o desenvolvimento da pecuária,conforme o homem aprendeu a cultivar pasto e criar animais o consumo deste alimento foi aumentando.

 

 

 

A seguir matéria da revista Super interessante:https://super.abril.com.br/saude/leite-adultos-nao-precisam-tomar/

 

Adultos precisam mesmo tomar leite?

Se o leite é mesmo tão necessário, de onde teria vindo a lenda de que adultos não precisam consumi-lo?

Precisam, sim.

“E pelo resto da vida”, diz o cardiologista Heno Ferreira Lopes, da Unidade de Hipertensão do Instituto do Coração, em São Paulo. “O leite e seus derivados são imbatíveis em teor de cálcio. Então, é bom beber pelo menos 3 copos por dia.” Sempre dando preferência ao desnatado, já que a gordura do integral prejudica as artérias.

Há quem acredite que, no adulto, consumir leite provoque intolerância à lactose– a dificuldade de digerir o açúcar do alimento, provocando gases, desarranjo intestinal e desconforto. Acontece que a intolerância não aparece do dia para a noite. “Esse é um problema predominantemente genético”, diz Heno Lopes.

Mas os céticos perguntam: será que o corpo precisa tanto assim de cálcio? Sempre é bom repetir: o mineral é importantíssimo para os ossos. E isso vale para homens e mulheres. Ambos sofrem de osteoporose, a doença que deixa o esqueleto suscetível a fraturas por qualquer bobagem.

Depois dos 40, a cada ano que passa há uma perda de 0,5% de massa óssea. Ainda bem que o osso é como a pele – regenera-se constantemente. Mas precisa de uma forcinha, que vem não só do cálcio mas de outros nutrientes do leite, como o fósforo, o magnésio, a vitamina D e o potássio.

Não gosta da bebida? Aposte nos queijos, nos iogurtes e na coalhada. A Academia Nacional de Ciências dos EUA recomenda a ingestão de 1.000 miligramas de cálcio por dia para adultos de 19 a 50 anos. Depois dos 51, suba a cota para 1.200 miligramas. Lembrete: um copo de leite contém cerca de 300 miligramas.

 

A visão acima da matéria da revista super interessante é favorável ao consumo do leite ,agora vou apresentar a visão de quem é contra o consumo do leite .

 

Contra o consumo pesam : medicamentos, industrialização ,formação de  muco e gazes

 

Já os argumentos contra o leite, apontam que o único leite adequado para o consumo o  humano é o leite materno e que somos o único animal que ingere leite depois de adulto (além de ser o único animal a tomar leite de outras espécies).

 

Como nosso organismo não foi criado para digerir o leite não humano, mesmo quem não tem intolerância apresenta consequências ao consumir: o leite pode aumentar a  formação de  muco e gazes, ou seja, não é uma boa idéia consumir durante um resfriado ou desarranjo intestinal.

 

Outra grande preocupação é a industrialização do leite de vaca. O processo de pasteurização, ao mesmo tempo em que elimina bactérias nocivas, mata também parte das propriedades nutritivas do leite. Além disso, as vacas podem ter sido tratadas com antibióticos e muitas vezes hormônios e outros medicamentos produzindo um leite recheado destas substâncias, ou seja, bebemos todos estes medicamentos por tabela.

 

Qual a recomendação sobre o leite na Bioortomolecular?

 

A terapia Bioortomolecular começa pelo detox bioortomolecular:

O detox bioortomolecular tem o objetivo de auxiliar o corpo a eliminar os excessos de toxinas e radicais livres que causam inflamações teciduais .

 

Durante o processo de detox recomendamos não consumir  leite e seus derivados por 21 dias ,após esse tempo o cliente volta a consumir o leite e observa se aumentou quantidade de gazes ,muco ,se senti mais cansaço ,dores de cabeça e outros sinais .Caso a resposta seja negativa ou positiva o cliente decide se deve ou não consumir leite e seus derivados.

 

Lembrando que na terapia Bioortomolecular sempre recomendamos aos clientes que passem por uma avaliação nutricional ,pois a retirar um alimento vai substituir por qual alimento e nesse caso só um profissional em nutrição para orientar corretamente .

 

 

Saiba mais sobre o Detox Bioortomolecular

 

 

 

 

Compartilhar no Facebook
Please reload