© 2017 Todos os direitos reservados. edjastos.com.br

Minerais importantes para ficar com o corpo tonificado e malhado

01.06.2017

Minerais importantes na construção de massa muscular

 

 

 

A hipertrofia é um dos principais objetivos dos praticantes de musculação e outras modalidades esportivas  . A maioria dos praticantes de atividades físicas  acabam priorizando de forma equivocada o consumo de alimentos proteicos e energéticos como os únicos necessários, esquecendo do conjunto dos micronutrientes que contribuem para este objetivo. É importante investir em minerais como forma de potencializar os efeitos do treino , crescimento e recuperação pós treino.

 

Principais micronutrientes para esportistas.

 

Ferro:

 

O ferro atua diretamente no transporte de oxigênio, ou seja aumenta a energia aeróbica para tecidos e músculos. Sua falta provoca cansaço e fadigas, durante os treinos há uma necessidade maior de oxigênio.Além disso, à medida que os músculos desenvolvem , aumenta a necessidade de perfusão sanguínea e consequente oxigenação para os músculos. Portanto, uma boa oferta desse mineral na alimentação é essencial para boa performance e rendimento.

 

Cálcio :

 

Cálcio nutriente que faz parte  de diversos processos, como: Formação de ossos e dentes, participa das funções de diversos hormônios, ativa e libera enzimas, permite  a coagulação sanguínea e atua na contração muscular.  O cálcio é armazenado em organelas das fibras musculares.

 

Potássio:

 

O potássio e o cálcio participam do potencial de ação,aumentando a contração muscular. Potássio também atua na bomba de sódio e potássio mantendo o equilíbrio entre os ions na célula. Potássio também é conhecido por evitar cãibras. 

 

Zinco e magnésio:

 

A vantagem agora é a síntese de testosterona e seu  efeito anabólico, ou seja, aliado da recuperação muscular. Quando o zinco e o magnésio entram em cena aumentam os níveis de testosterona. 
 A testosterona promove força muscular, densidade óssea, melhora a distribuição de gordura, libido, energia mental e física.

 

Selênio:

 

O último mineral que se destaca na hipertrofia é o selênio, que tem ações antioxidantes e anti-inflamatórias. Baixos níveis desse mineral  são associados a um maior risco de mortalidade, baixa imunidade e declínio cognitivo. Níveis mais altos, por outro lado, têm efeitos antivirais, ou seja, melhoram a resistência e a força diante do desgaste dos treinos.

 

Como utilizar os minerais quelatados dermacorpore em pró da melhora do rendimento e recuperação muscular:

 

Utilizar antes do treino de :Musculação, caminhada e outras atividade : Cálcio, potássio, ferro e ion firme na região ou músculos mais exigidos.

 

Utilizar pós treino de atividades intensas :Ferro, magnésio , selênio e ion alivi.
Na região ou músculos mais desgastados.

   

Para uma ação sistemica utilizar no punho de três a seis vezes ao dia : Selênio, zinco, magnésio e ferro.

 

Lembrando que os minerais quelatados dermacorpore não substitui a alimentação adequada e nem a suplementação. 
O objetivo principal dos minerais quelatados dermacorpore é potencializar os resultados.

 

 

 

 

Para obter mais informações sobre o curso de terapia bioortomolecular com o professor Edjasto Ferreira acesse www.bioortomolecular.com

Compartilhar no Facebook
Please reload